Resenha da Série: How I Met Your Mother (5ª temporada)

21.1.17


resenha how i met your mother quinta temporada


Título Original: How I Met Your Mother (Season 5)
Ano de Produção: 2009 | Estreia: 2009
Dirigido por: Neil Patrick Harris, Pamela Fryman, Rob Greenberg
Duração: 500 minutos | Classificação: 12 anos
Gêneros: Comédia, Romance | País de Origem: Estados Unidos

quatro estrelas




how i met your mother season 5

Sinopse:
How I Met Your Mother é uma sitcom no qual o protagonista (Ted) conta para seus filhos como ele conheceu a mãe deles. Só ele conta para os filhos histórias desde o momento que ele decidiu que queria casar, isso quando estava por completar 30 anos, logo são apresentadas todas as namoradas que ele teve desde então.
Nisso você conhece os amigos dele, Lily e Marshal, casal que se conheceu na faculdade, Barney e Robin. (Fonte: Filmow)


linha decorada



(Pode contar spoilers, leia por sua conta e risco)


Depois de uma fraca quarta temporada, a quinta vem com a promessa de melhora e retomar o rumo da história. Em resumo, essa temporada foi mais parada em questão de boas piadas, mas incrementou bastante no desenvolvimento de alguns personagens (ou não).


+ Leia a resenha da quarta temporada


Barney e Robin não cumprem com a promessa de serem um casal diferente e extremamente forte. Nessa perspectiva, revertem todo o avanço de Barney, tirando a novidade e diversão de ver o personagem apaixonado. Os roteiristas aparentemente não quiseram arcar com as consequências da mudança e preferiram manter-se no seguro. O fim deles foi pouco convincente e não me agradou em nada. 

Sendo assim, Barney volta à estaca zero das primeiras temporadas, provando o fato de que ele está ali apenas para lançar piadinhas juntamente de suas histórias de pegação. Depois de cinco temporadas isso já deveria estar saturado, mas continuam reciclando algumas de suas piadas. Eu, particularmente, sou suspeita para falar dele, pois é o meu personagem favorito.


how i met your mother season 5


Ted continua a busca de sua alma gêmea e não tem sucesso. Percebe-se que a essa altura a série não foca mais na tão famigerada “mãe” e sim na história de amizade entre Ted, Lily, Marshall, Barney e Robin. E apesar de ter sido uma temporada com episódios mais dramáticos e menos engraçados, o foco inicial faz falta, o que torna tudo mais cansativo.

Já Lily e Marshall foram os personagens que mais tiveram progresso em suas histórias, tanto em relacionamento quanto personalidades, principalmente devido a sua insegurança de ter filhos, que acaba sendo o plot principal dos dois. O destaque da temporada foi Marshall, que se torna cada vez mais engraçado e carismático.

A série volta a tomar o seu rumo já para o meio da temporada, quando começamos a realmente receber indícios de que a mãe está para aparecer muito em breve. Além disso, há episódios ótimos como o musical de comemoração de 100 episódios lançados: Girls. vs. Suits. E mesmo aqueles que são menos engraçados, como Home Wreckers, são muito importantes, pois conta um pouco mais da história de Ted com a mãe.

Mesmo não sendo a melhor das temporadas, ainda assim foi melhor do que a anterior e extremamente necessárias para a introdução das próximas.


parágrafos e travessões

2 comentários:

  1. Eu sou apaixonada pela série!
    Quando cheguei ao fim fiquei chorando ahuahiuahuahuiah querendo mais <3

    ResponderExcluir
  2. Admito que nunca assisti, teve uma época que senti preguiça de começar e agora depois de ler esse post já estou procurando a série para iniciar uma maratona. Eduarda e Igor, muito legal o espaço de vocês.

    WWW.PROCURASEIDEIAS.COM.BR

    ResponderExcluir

Tecnologia do Blogger.